Você esta em Ações do Governo Fauzi /

Julho de 2009

13/07/2009 12:35:00

Grupo de Catira movimentou Arraiá



Doze homens usando os pés e as mãos, em movimentos coordenados, ao som de música de viola, fizeram o diferencial do 5º Arraiá dos Baianos, na noite do último sábado (11). Entre uma pausa e outra, canções populares retratando sentimentos comuns do homem do campo. Desta forma o Grupo de Catira Família Malaquias, sob o comando de Adauto Candido Pereira, marcou sua participação no evento.

Novidade para grande parte da multidão, formada por jovens, adultos e até crianças, o estilo de dança faz parte dos 100 anos de presença desta família em Mato Grosso do Sul, desde que se estabeleceu na região de Camapuã, no início do século passado. O estilo é inteiramente unificador. Wilson Gomes, com 11 anos, executa seus passos ao lado do “Seo” Ereduzino Malaquias, de 69, em perfeita harmonia.

Sobre a história da dança, alguns componentes lembram que a catira (ou cateretê), no Brasil, é conhecida desde os tempos coloniais e que o padre José de Anchieta, entre os anos de 1563 e 1597, a incluiu nas festas de São Gonçalo, São João e Nossa Senhora da Conceição, da qual era devoto. Teria Anchieta composto versos em seu ritmo. O grupo visitante preservou essas características, desde os tempos de Minas Gerais, de onde os Malaquias se originam.

A presença “dos Malaquias” no Arraiá dos Baianos conferiu ao evento um valor de intercambio entre duas comunidades negras que já estão inseridas nos movimento de luta pelos direitos dos negros em Mato Grosso do Sul. “Os Malaquias e os Baianos estão ligados à conquistas significativas do movimento quilombola no Estado. Para nós este encontro tem um valor que extrapola a mera apresentação neste Arraiá”, observou o prefeito Fauzi Suleiman, que prestigiou o evento ao lado do vice, Vanildo Neve; da primeira dama, Selma Suleiman e dos gerentes Marcus Chebel (Governo) e Luzia Cunha (Educação).

Fonte: ACS/AQUIDAUANA

Início | 2009 | Julho