Você esta em Ações do Governo Fauzi /

Junho de 2009

26/06/2009 00:09:00

Educação: Aquidauana avança na questão da diversidade étnico-racial



Os professores Arcênio Francisco Dias (do setor indígena), Maria Aparecida da Silva Santana e Nilda Fátima Moraes representaram Aquidauana no II Fórum Estadual de Educação e Diversidade Étnico-Racial de Mato Grosso do Sul, que aconteceu na última semana na Federação dos Trabalhadores em Educação (Fetems), na capital. O objetivo do evento foi articular e implementar a aplicabilidade das leis 10.639/2003 e 11.645/2008.

Segundo os participantes, vários esforços estão sendo feitos visando a aplicação dessas leis, que tornam obrigatórias as disciplinas de História e Cultura Afro-brasileira e indígena no ensino fundamental e médio nas escolas brasileiras públicas e particulares. A nova legislação estabelece que o conteúdo programático incluirá diversos aspectos da história e da cultura que formaram a população brasileira, levando em consideração os índios e os africanos.

Em Aquidauana os esforços estão bastante adiantados em relação aos conteúdos, segundo a professora Nilda, que faz parte do núcleo pedagógico da GEMED. Ela lembra que a professora Luzia Cunha, titular da pasta, há anos se empenha na luta pelo cumprimento especialmente da lei que trata da questão afro-brasileira, que é mais antiga. Neste caso já existem livros didáticos e diversos projetos, oficinas e seminários desenvolvidos. “Sobre a história e cultura indígena o processo é mais novo, mesmo assim a GEMED trabalha intensamente na coleta de material”.

O preletor do Seminário foi o professor Salomão Jovino da Silva, doutor em História pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Em conversa com os participantes Jovino despertou reflexões pertinentes sobre o tema proposto. De Jovino são algumas afirmações contundentes. Segundo ele “racismo é muito além de uma prática de discriminação. É uma prática de dominação”.

Fonte: Agência de Comunicação Social

Início | 2009 | Junho