Você esta em Ações do Governo Fauzi /

Julho de 2009

31/07/2009 10:30:00

BOLETIM INFLUENZA - NOTA À IMPRENSA Nº 2


Em 28 de abril de 2009, Mato Grosso do Sul registrou a primeira notificação de caso suspeito de síndrome gripal depois da decretação de “Estado de Emergência em Saúde Pública Internacional” em 24 de abril de 2009, pela Organização Mundial de Saúde (OMS). A partir dessa data até o momento a Secretaria de Estado de Saúde (SES), confirmou 10 casos de influenza A (H1N1) 2009 e 11 casos de influenza A (sazonal), mais conhecida como “gripe comum”.

A ocorrência do primeiro caso confirmado do novo vírus influenza A (H1N1) 2009, foi em 23 de junho. Até o dia 20 de julho, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) divulgava diariamente as informações sobre a doença. A partir dessa data, seguindo as diretrizes do Ministério da Saúde, a SES decidiu divulgar as informações sobre a influenza A (H1N1) 2009, no Estado, semanalmente, tendo como única fonte o Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan).

Eventuais diferenças em número de casos divulgados pelo ministério referentes a Mato Grosso do Sul são devidas ao fluxo das informações.

Até o momento, a secretaria recebeu notificação de 80 casos oriundos de 15 municípios de Mato Grosso do Sul. Também houve a notificação de casos de pacientes procedentes de outros locais: São Paulo (SP), Porto Alegre (RS) e México os quais, quando em nosso território, apresentaram os sintomas da síndrome gripal sendo coletadas amostras de secreção para exame laboratorial.

A secretaria aguarda o resultado laboratorial de 35 casos suspeitos, inclusive, de uma mulher do município de Caarapó que foi a óbito no dia 27 de julho, com suspeita de influenza A (H1N1) 2009.

Veja a definição de caso da influenza A (H1N1) 2009:

- Indivíduo de qualquer idade com doença respiratória aguda caracterizada por febre superior a 38ºC, tosse e dispnéia, acompanhada ou não de dor de garganta ou manifestações gastrointestinais.

Sinais e sintomas que devem ser observados:

- aumento da freqüência respiratória (> 25 irpm);

- hipotensão em relação a pressão arterial habitual do paciente;

- em crianças, além dos itens acima, observar também: batimentos de asa de nariz, cianose, tiragem intercostal, desidratação e inapetência.

Segundo tabela divulgada pela Secretaria de Estado de Saúne não existe nenhum caso suspeito da gripe suína nos municípios de Aquidauana e Anastácio.

Fonte: noticias ms

Início | 2009 | Julho