Você esta em Ações do Governo Fauzi /

Julho de 2009

31/07/2009 19:05:00

10º FestIn Bonito: tem Seu Jorge



Samba com rock, funk e reggae: é essa pluralidade de ritmos que darão o tom do show da terceira noite do 10º Festival de Inverno de Bonito. Hoje (31), o artista carioca Seu Jorge é a atração da Grande Tenda do festival. A apresentação traz os principais sucessos do cantor e as músicas do álbum de trabalho “América Brasil, o Disco”.

Na canção “Convite para a vida” – trilha do filme Cidade de Deus, que alavancou a carreira do artista – Seu Jorge canta: “Sou morador da favela. Também sou filho de Deus. Não sou de chorar mazelas [...]”, trecho que sintetiza um pouco da vivência deste operário da vida.

Jorge Mario da Silva cresceu na periferia do Rio de Janeiro, primogênito de quatro filhos, já teve diversas ocupações, como borracheiro, marceneiro, contínuo e office-boy, entre outras profissões. Acompanhado do pai, desde adolescente frequentava rodas de samba carioca, bailes funk e bailes charme do bairros do subúrbio. Primariamente conhecido como violonista, Seu Jorge já dominava diversos instrumentos, como o baixo. A vida do artista deu uma virada quando a morte de um irmão em uma chacina desestruturou a família. Durante cerca de três anos Seu Jorge foi morador de rua.

A segunda reviravolta na vida do artista aconteceu quando o clarinetista Paulo Moura o convidou para um teste em um musical de teatro. Seu Jorge foi aprovado e acabou participando de outros 20 espetáculos como cantor e ator na companhia do Teatro da Universidade do Rio de Janeiro.

Em 1998 Seu Jorge lança seu primeiro CD com o grupo Farofa Carioca. Neste trabalho, o grupo vinha com uma proposta que mistura ritmos negros de diversas partes do mundo, como funk, reggae, jongo e rap. A engenhosa ideia deu origem também à identidade do ritmo musical utilizado pelo cantor. A partir daí, Seu Jorge tem sua carreira engrenada e passa a participar de vários projetos, como um disco de tributo a Tim Maia e a participação em estúdio e na turnê da banda brasileira Planet Hemp, em 2000.

O primeiro álbum solo chega em 2001, é o “Samba Esporte Fino”. O personagem Mané Galinha, do filme “Cidade de Deus”, apresenta ao País o Seu Jorge ator, neste trabalho participa ainda da trilha sonora. Em 2004 lança o segundo CD solo: “Cru’.

A carreira internacional surge também em 2004, quando participa do longa “The Life Aquatic with Steve Zissou”. Pela Hollywood Records, é lançada a trilha sonora do filme com a participação do artista brasileiro. De lá para cá participou de outros sete filmes, a maioria deles estrangeiros. No Brasil participou de importantes longas, como “Casa de Areia”, em 2005 e “Carmo”, em 2008. Neste ano Seu Jorge está no documentário “Beyond Ipanema”, que será exibido na mostra Premiere Brazil, que há sete anos acontece no Museu de Arte de Nova York.


Fonte: Noticias MS

Início | 2009 | Julho